Vídeo da sublimação do iodo

Amostras da substância iodo, um sólido de coloração negro-azulado e de brilho metálico, foram colocadas dentro do copo de Phillips tampado com um vidro de relógio. As amostras foram aquecidas na manta elétrica e, logo no início do aquecimento, nota-se no interior do copo, a formação de iodo no estado gasoso através da formação de vapores violáceos, muito irritantes se inalados. O fenômeno é conhecido como sublimação e trata-se de um processo físico que retrata a passagem de uma substância do estado sólido para o gasoso sem passar pelo estado líquido. A transformação ocorre porque a pressão de vapor da substância se iguala à pressão externa, pressão atmosférica local.

A seguir, os vapores violáceos encontram a superfície do vidro de relógio e se resfriam, voltando para o estado sólido, pequenos cristais com brilho intenso.

Poucas substâncias sublimam à pressão ambiente e além do iodo encontramos a cânfora e o naftaleno, substância encontrada no produto comercial conhecido como naftalina. Ambas são utilizadas domesticamente devido as suas propriedades, sedativo muscular e afastar baratas e traças do interior de móveis, respectivamente.